27 dezembro, 2018

Livros lidos 2018 - #2 - Autoajuda



Após uma a postagem dos livros para colaborar no ambiente de trabalho, hoje vou compartilhar a lista dos livros que li com o tema de autoajuda e que atualmente está sendo chamado de autoconhecimento. Acredito na transformação através dos livros, mas não abro mão de recomendar quando necessário um acompanhamento profissional.

Sempre li vários desses livros e é possível aproveitar muito do conteúdo, tanto para nós nos entendermos e mudarmos, quanto para compreendermos o próximo. Se você também curte esse tema, deixe nos comentários o seu melhor livro lido esse ano. Vamos a lista:

A coragem de ser imperfeito (Brené Brown, Sextante)

Um livro bem encorajador. Muitas vezes deixamos de fazer algo por conta das opiniões dos outros e com isso aumenta as frustações, os desânimos e a morte de sonhos. O livro encoraja a vivermos mais preocupados com nós mesmo e não com os possíveis comentários dos outros. Falo possíveis, porque eles podem não ser reais. Um livro muito bom e que gostei bastante.

A culpa não é minha (Allesandra Canuto, Adryanah Carvalho & Ana Luiza Isoldi, Literare Books)

A vida é formada por diversos relacionamentos e os relacionamentos são cheios de conflitos. Esses são fundamentos básicos da vida e nem sempre vivemos bem por não conseguir resolver nossos conflitos de maneira madura e sadia.
O livro apresenta passos práticos para a resolução dos conflitos, tanto no ambiente de trabalho como em casa. Foi uma das minhas últimas leituras desse ano e sei que 2019 será muito melhor.

A sutil arte de ligar o F*da-se (Mark Mason, Intrínseca)

Tenho quase certeza que você fui esse livro em algum lugar durante esse ano. É um livro muito interessante e o autor escreve de uma forma que mais parece uma conversa informal. Caso você não tenha se interessado no livro por conta do palavrão no título, não se preocupe que o livro não é recheado de palavrões.
O que tirei do livro e estou levando para a vida é que tudo o que formos fazer vai ter problemas. Não fique parado procurando um caminho sem problemas, pois ele não existe.

A viagem de Heitor (François Lelord, Sá Editora)

Assisti o filme e quando vi que ele tinha sido inspirado num livro com o mesmo nome, corri atrás para comprar e ler. Foi minha primeira leitura de 2018 e só não está na lista dos melhores do ano, pois tinha que escolher só um de cada categoria.
A viagem nessa leitura nos faz refletir que a felicidade está apenas a um passo de nós. É possível ser feliz com o que temos hoje. Não precisamos de muito para isso. Fica aqui uma dica para você ler esse livro em 2019.

O milagre da manhã (Hal Elrod, BestSeller)

Outro livro muito divulgado em 2018 e que aguçou a curiosidade, pois eu já acordo às 5 horas da manhã e ainda não tinha encontrado o milagre que todo mundo fala. Confesso que ainda não encontrei.
Consegui tirar de bom desse livro a questão do planejamento e metas para a vida, mas não consegui ver o efeito das afirmações diárias. Caso você tenha lido esse livro e está vivendo o milagre da manhã todos os dias, deixe aqui nos comentários sua experiência.


Esses foram mais alguns dos livros que eu li durante esse ano. Gosto bastante de ler livros por indicação, caso tenha algum bom, compartilhe conosco. Boas leituras e até a próxima postagem.

Para mais informações sobre os livros, é só clicar nesse link: https://amzn.to/2Vgivls

Compartilhe:

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

 

Siga-nos no Instagram