16 janeiro, 2019

Resenha do livro - A menina do Sol em Capricórnio



A menina do sol em capricórnio traz belas memórias da infância de Tânia Míriam, bacharel em economia e especialista em comércio exterior. Cheia de prosa a autora vai tecendo fios entre diferentes acontecimentos marcantes de sua vida, estabelecendo relações entre diferentes pessoas e faz ressurgir uma linda colcha de retalhos com a história de São João do Pequi, lugarejo no norte de minas próximo a Salinas – MG.

Em conversa com a autora, perguntei sobre as motivações para a escrita do livro. Com a voz carregada de sentimentos, Tânia me respondeu que, em sua vida de adulta, algo a incomodava e parecia impossível prosseguir sem antes voltar atrás para rever suas lembranças de uma infância carregada de não entendidos e também de preconceitos. No decorrer do livro, é possível perceber como Tânia não esconde personagens, sendo a atuação deles positiva ou negativa, não lhes nega a autoria, uma vez que usa nomes reais, o que acaba nos atraindo ainda mais na leitura.

O que mais me chamou atenção no livro foram as descrições que a autora fez de alguns eventos da vida sob a perspectiva do olhar da criança. Tânia descreve as noites iluminadas pela lamparina, fala de brinquedos confeccionados à mão, pois brinquedos de plástico eram coisas raras. As bonecas de pano, os banhos de rio e o subir e descer de árvores enriqueceram sua infância e nos fazem considerar hoje um grande privilégio perdido por nossas crianças.

A menina do sol em capricórnio torna-se um verdadeiro tesouro por tratar de hábitos, costumes e do modo de vida de mulheres e homens que residiam no Pequi ou nas suas redondezas, traz também relatos das festas que movimentavam a localidade. Em meados da década de 60, 70 e 80, ocasião em que o acesso dos pequienses à saúde era precário, essas mulheres tinham filhos em abundância, um após o outro. Os homens eram pouco notados por Tânia, pois estes, na maioria das vezes, trabalhavam em outra cidade para manter o sustendo de suas famílias. A comunidade local parecia ser marcada predominantemente por mulheres, matriarcas de coragem que cuidavam dos afazeres domésticos e ainda cultivavam a terra para garantir o pão de cada dia.

Tânia escreve de uma forma tão acessível e cheia de sentimentos que é possível imaginar-me ouvindo suas histórias sentada em um banco debaixo da sombra de uma árvore. A menina do sol em capricórnio para mim não se trata apenas das memórias da infância de Tânia, trata também da minha história, trata-se do resgate e registro da história de um lugar que muitos consideram paupérrimo hoje, mas é a nossa terra e ricas lembranças estão enraizadas lá em São João do Pequi.
  
“Abro o baú de um passado distante,Até então empoeirado e largado num canto.Uma torrente de palavras jorra de mim.Como vulcão em erupção, a vida grita,O grito ensurdece, o cérebro pulsa.”


Título: A Menina do Sol em Capricórnio
Autor: Tânia Míriam
Editora: Nova Consciência

Páginas: 312
Compartilhe:

Seja o primeiro a comentar!

Postar um comentário

 

Siga-nos no Instagram