, , ,

Resenha do Livro - Prato Sujo


Sou uma pessoa que se interessa bastante por saúde. Quando ouvi falar sobre esse livro logo me interessei por causa desse título instigante.

O livro não foi escrito por nenhum médico, nutrólogo ou nutricionista. A autora é uma jornalista. Não uma jornalista qualquer, mas nada menos que Marcia Kedouk colaboradora de várias revistas de saúde, como a Boa Forma e Women’s Healthy e Você S/A. Achei muito interessante o fato de uma jornalista falar sobre o assunto, assim diminui-se o viés que há nesta área.

Já ouviu falar de cocaínas da cozinha? Isso mesmo. Com a leitura deste livro você vai entender porque farinha refinada, açúcar, sal e gordura são comparáveis à cocaína. E o pior é que esses são os ingredientes presentes em quase todos alimentos industrializados. Se você não tem costume de ler a descrição dos ingredientes, comece e você se surpreenderá no quanto de açúcar há em alimentos salgados e na quantidade de sal nos alimentos doces.

Até mesmo as opções denominadas “saudáveis” pela indústria, podem estar enganando você. Por exemplo, a maioria dos pães integrais industrializados contém mais farinha refinada do que farinha integral. Alimentos light como os iogurtes sem gorduras, podem conter proporções gigantescas de sódio. Adoçantes é outro assunto polêmico muito bem esclarecido na obra.

E o que dizer dos alimentos cárneos? O processo cruel de criação dos animais confinados e as doses cavalares de ração para que os animais engordem é um outro assunto abordado. Os vegetais também não escapam. O problema dos herbicidas e pesticidas aplicados na lavoura também recebe destaque pela jornalista.

As dietas milagrosas são desmascaradas com base nos fatores bioquímicos de funcionamento do organismo humano e pesquisas científicas. A autora passa a ter um tom cômico ao descrever tais dietas.

“O futuro da comida é uma volta ao passado” diz a Marcia Kedouk, segundo ela após as inúmeras pesquisas e pessoas entrevistadas por ela nos mais diversos lugares do mundo voltar a comer o tipo de comida que a avó fazia é a melhor alternativa em meio ao caos da indústria alimentícia. Simplificar e saber combinar os alimentos é o que pode significar comer bem.

Sem radicalismos, esta obra é de suma importância para aqueles que se preocupam com o que estão alimentando. Mostra claramente os enganos da indústria alimentícia e como isso é usado contra a nossa própria saúde. Não há nada de opinião da autora, e sim um trabalho muito bem feito embasado em muitas pesquisas. A leitura é muito prática, escrita simples e muito dinâmica. Depois de uma leitura como esta te garanto, você não verá os alimentos industrializados com os mesmos olhos.

Título: Prato Sujo
Autora: Marcia Kedouk
Páginas: 235
Editora: Superinteressante

0 comentários:

Postar um comentário